9 de fevereiro de 2017

Good decisions.





             Estampas ilustradas sempre foi e sempre será um jogo onde as cartas fazem grande parte da diferença entre ser o campeão e droppar x-2 logo no começo. Ainda sim, aquele que controla as ações do jogo é o jogador, pelo menos na maior parte do tempo.O que nos leva para uma conclusão básica : Yu-gi-oh é um jogo de boas decisões. Não entenda mal, talvez em algum momento você confunda uma boa decisão com uma decisão óbvia mas são 2 coisas diferentes e perceber a diferença entre elas é o que te coloca na elite dos jogadores, no topo do meta.



             Tá, entendi que tenho que tomar boas decisões, mas como faço isso ?

             Existem algumas medidas que devemos tomar para garantir que, na hora em que realmente precisarmos, estaremos tomando uma boa decisão :


 Conhecimento de rullings :  O jogo está em constante mudança por causa do lançamento de cards, estas cartas geralmente costumam trazer novas perspectivas para o jogo, por isso é imprescindível o conhecimento de rullings, seja para resolver chains gigantescas ou para ganhar vantagens até mesmo na montagem do seu deck.

Olhe além do óbvio : Essa já é uma dica mais complicada e que depende de "kilometragem" no jogo. Por mais diversificado que o formato for, ele sempre terá meta decks que o dominam e esses meta decks costumam sempre se estabelecer por jogadas em comuns (é o que chamamos de combo, ou de nuts). É preciso estar atento à essas jogadas mas não somente para evitá-las mas para poder jogar sob essas circunstâncias. Esteja atento.

Conheça seu adversário : Tá, confesso que isso aqui é bem complexo. Yu-gi-oh é isso, lembre-se. Sejamos sinceros, nossa comunidade não é tão vasta assim, logo, é possível afirmar que você conhece a maioria dos jogadores, seus gostos de jogar e trejeitos. Tentar entender o semblante do seu adversário pode ser uma tacada de mestre ou a sua ruína, cautela é a palavra aqui.

Jogue : É o único meio de por tudo em prática, tomar boas decisões não é algo simples e muito menos algo que vai se tornar automático com o passar do tempo. Aqui temos uma boa separação do óbvio da boa decisão : Obviedades são feitas no modo automático, não se sabe ao certo o porque de estar fazendo tal movimento. Quando executamos algo sem nos questionar se o que estamos fazendo é o correto, significa que estamos muito mais próximo do erro do que gostaríamos. Bruce Lee, que era um grande estudioso das artes marciais, dizia que o melhor soco a ser dado era o que você podia pensar à respeito. Dizia que se você pensasse nele e em como executá-lo, seria capaz de retirar todos os movimentos desnecessários e dar o soco perfeito. Ou seja, para todos os efeitos PENSE ANTES DE JOGAR. Fiz essa puta introdução citando Bruce Lee e tudo mais para provar que é preciso pensar mesmo, o único jeito de ser bem sucedido nesse jogo é se estudá-lo com afinco e dedicação. Yu-gi-oh não perdoa (a versão de cartinhas para o famoso "a bola pune" do Muricy).

             Não vou ficar aqui falando que boas decisões são mais que um jogo, são um estilo de vida são mesmo, apenas entenda que a melhora no jogo passa muito por elas, do seu crescimento gradativo no jogo, estou dizendo EM LETRA GARRAFAIS QUE SÓ DEPENDE DE VOCÊ MESMO. Ainda é um jogo de jogadores embora pareça que a Konami não quer isso

             Fico por aqui após mais um post para vocês, qualquer dúvida, xingamento, sugestão, feedback podem deixar nos comentários. 

~Always enjoy the game.

Nenhum comentário:

Postar um comentário